Meus blogs internacionais

Tecnologia do Blogger.

Visite Blog RotaCinema

  • As Duas Irenes - *País*: Brasil *Ano*: 2016 *Gênero*: Drama *Duração*: 89 min *Direção*: Fábio Meira *Elenco*: Priscila Bittencourt, Isabela Torres e Marco Ricca. *Sinopse...
    Há uma semana

Postagens populares

domingo, 23 de março de 2014

Miami

No dia 13 de março de 2014, às 9h30, saímos de Brasília, pela American Airlines, rumo a Miami. Depois de quase 8 horas de voo, chegamos à cidade que é a segunda cidade mais populosa do estado da Flórida e a 44ª mais populosa dos Estados Unidos. Em relação ao horário de Brasília, o fuso horário é de 3 horas a menos.
Na cidade, que fica no condado de Miami-Dade, são falados comumente, além do inglês, o espanhol, devido à quantidade de hispano-americanos (de origem cubana, porto-riquenha, mexicana e de outros países da América Central) morando ali. Muitas das placas ou sinalizações em pontos turísticos e cardápios em restaurantes já são em espanhol também. A região também conta com uma colônia judaica numerosa.

Um aspecto curioso são as placas dos carros que são bastante coloridas e possuem frases do tipo: MYFLORIDA.COM SUNSHINE STATE.

Na primeira noite, ficamos no Shalimar Motel (6200 Biscayne Boulevard), numa área mais próxima ao porto. A cidade é imensa e para quem ficar mais tempo na cidade o ideal é alugar um carro, ainda que haja a dificuldade de estacionar, pois todo local é cobrado.

Para chegar ao hotel há transporte público: ônibus 150 sai do aeroporto e conduz até a Biscayne Boulevard e, de lá, o ônibus 3 ou 16 que para em frente ao motel.

Escolhemos esse motel por ser mais perto do porto, já que, no dia seguinte, partiríamos em um cruzeiro de 3 dias pelas Bahamas. Na volta, aproveitaríamos mais Miami. 

Miami Beach

De volta a Miami (vindo de Key West), ficamos agora num hotel em Miami Beach. Não é fácil encontrar vagas, sendo melhor reservar quando possível.

Na Collins Avenue há diversos hotéis. Nós ficamos no Berkeley Shore Hotel, a US$ 100 dólares a diária. Tendo em vista a localização central, foi muito barato e ainda tivemos sorte de achar vaga. Na região, há outros hotéis, como The Clay Hotel, Hotel Greenview e Claridge Hotel.  

Um dos mais caros nessa avenida, com quartos de frente para o mar é o Fontainebleau Miami Beach.

Uma opção é acessar http://www.miamibeach.com.br/. Lá, você encontrará dicas sobre tudo: compras, cruzeiros, festas, shows, passeios de helicóptero, hotelaria, city tour, etc. Aliás, nessa avenida, o movimento é intenso. Tem muitas lojas, cafés, sorveterias, restaurantes. À noite, passam no Social Club e experimentamos uns bolinhos feitos de carne de jacaré. A consistência era boa, mas o molho não combinava muito. De qualquer forma, foi bom para experimentar.

Mesmo estando com o carro, pegamos um sightseeing (BigBus) para ganharmos tempo. Eram duas linhas: vermelha e azul. São muitas empresas oferecendo esse serviço. Quem nos vendeu os tíquetes foi um brasileiro. A empresa oferece, também, passeios de barco e viagens para cidades turísticas próximas.

Diferente da Miami com seu centro financeiro e comercial, conhecido simplesmente com Downtown, repleto de grandes, espelhados e modernos prédios de estabelecimentos comerciais e bancários, governamentais, teatros, ópera, Miami Beach é o paraíso para quem gosta de praias. São muitas, todas de mar azul e longas faixas de areia branca. Mas South Beach, Golden Beach, Haulover Beach e Crandon Park Beach estão entre as melhores.

South Beach é cheia de restaurantes, hotéis, bares enfileirados em frente ao mar. Ao longo da avenida o desfile de carros, motos, bicicletas é constante. Esta é a praia que a maioria dos turistas procura. Na areia, várias barraquinhas azuis, brancas e bege que protegem os turistas da ação do sol e do vento.

Golden Beach é a praia preferida pelos moradores locais, já que não concentra tantos turistas, enquanto Haulover Beach Park tem um trecho dedicado aos adeptos do naturalismo, mas também tem mesas para churrasco e quadras esportivas.

Enquanto isso, Crandon Park Beach é um tipo de praia-parque, com diversas palmeiras, áreas de lazer e brinquedos infantis.

Em toda a cidade, destacam-se as belas e enormes casas. Se não estiver de carro, o transporte público é bem frequente e leva para onde você quiser. A passagem de ônibus custa US$ 2,25 e de metrô US$ 2,65.

Por falar em transporte, é bastante comum vermos limousines desfilando pelas ruas.

Little Havana é outro bairro tradicional e charmoso. Além de uma de suas avenidas estarem à beira-mar (South Beach), o local oferece inúmeros cafés, restaurantes de comida, típica, tabacarias e galerias de arte.

A grande aventura

Siga-me no Google+

Visitas (últimos 7 dias)